Contato
Minha lista

Informações Importantes

Duração
Quando à noite
Onde? Teatro dos Estados

Descrição

A única ópera de Beethoven, montada com base no livreto de Joseph Sonnleithner, durante a vida de deu compositor a princípio não se deparou com uma crítica favorável, porém isso já ficou no passado distante: o conceito atual desta ópera no palco do Teatro dos Estados (onde aliás aconteceu sua estreia nacional histórica) sob direção de Vera Nemirová é um tesouro vivo.

A história relativamente simples se centraliza na postura de Fidelio, com o qual deverá se casar a bela Marcelina com a benção de seu pai, o carcereiro-chefe Rocco. Por trás da figura masculina habilmente construída de Fidelio se esconde, porém, Leonora, que disfarçada de Fidelio pede a Rocco que lhe permita levar comida aos carcereiros. Sobre a prisão paira o cruel governador Don Pizzaro, que dois anos antes colocou em cárcere injustamente o marido de Leonora, Florestan, e que agora se esforça mais ainda – com a ajuda relutante de Rocco – para matar Florestan. Brevemente deverá aparecer o ministro Don Fernando a uma visita de controle no cárcere, sendo que ele ainda desconhece o encarceramento de Florestan...

O conteúdo narrativo é submetido ao desempenho musical e dramático, esses últimos aliás tomam vida na voz do virtuoso barítono Sebastian Holecek (Don Pizzaro) ou da soprano Melanie Diener (Fidelio/Leonora). O fato de que a ópera Fidelio pode ser entendida como um experimento exagerado é atestado pelas vestimentas cotidianas, porém modernas, e pela cenografia quase industrial do diretor Ulrik Kunz, bem como por algumas pitadas de humor. A parte instrumental em conjunto com a encenação da Orquestra da Opera de Estado sob direção de Andreas Sebastian Weiser não conduzirá o espectador à melancolia nem sequer nos momentos mais delicados, e tampouco o permitirá acompanhar a trama calmamente, sem esperanças. A impressão geral da ópera está longe de um rasgo trágico e ao invés de reviravoltas complicadas no segundo tempo a ópera se transforma em uma ode ao casamento, à igualdade e à irmandade de todos os povos.

A ópera é apresentada em sua versão original em alemão, com legendas em tcheco e em inglês.

Ponto de encontro

Teatro dos Estados Železná 539/24 Praha 1 – Staré Město 110 00

Opinião dos viajantes