Contato
Minha lista

Para preços e disponibilidade para este show, entre em contato conosco pelo info@avantgarde-prague.cz

Informações Importantes

Duração
Quando à noite
Onde? Teatro dos Estados

Descrição

A última ópera de Mozart do ano de 1791 está escrita no livreto de Emanuel Schikaneder, ligado ao compositor por conta da sociedade secreta de pedreiros (maçonaria). Apesar da ópera ser entrelaçada pela simbologia mística, sua atmosfera mágica encantou instantaneamente o público vienense e um ano depois já teve uma estreia em Praga. Vladimír Morávek é o diretor da apresentação, realizada no palco do atual Teatro dos Estados.

No que tange o gênero dramático a história se distingue por sua diversidade incomum. O eixo central da história é composto por uma dupla de heróis, o príncipe Tamino e o passarinheiro Papageno; depois de Tamino ser salvado de uma grande serpente por três damas da Rainha da Noite, eles se lançam em uma jornada para libertar da sujeição do governante Sarastro sua charmosa filha Pamina. A princípio eles não imaginam que Sarastro na realidade é um homem do bem e que ele na verdade esconde sua filha da influência nefasta de sua malvada mãe. Antes de se encontrarem com o governante, eles são atacados por acompanhantes do sombrio Monostatos, servente de Sarastro, que tenta sem sucesso seduzir Pamina; com a ajuda da flauta mágica e do sino dos ventos (carrilhão mágico) presenteados pelas três dama, os heróis fogem e logo depois são cerimonialmente abordados por Sarastro. Decide-se então por receber os dois no santuário ensolarado, onde se encontram com seus escolhidos – Tamino com Pamina e Papageno com sua sonhada mulher passarinho dos sonhos Papagena – porém os dois devem primeiro passar por três provas iniciais...

Alcançar a legitimidade da obra de coroação do imortal repertório de Mozart é uma tarefa que exige uma imaginação muito rica e principalmente fidelidade ao aspecto simbólico da montagem original: tarefa esplendidamente cumprida na atual montagem do Teatro Nacional. O plano de fundo do palco é alternadamente preenchido por uma ilustração móvel que enfatizam os diversos temas da história e ao mesmo tempo conferem à peça um matiz surrealista. Em alguns momentos a atmosfera assustadora e escura ao redor da Noite da Rainha – visualmente a personagem mais fascinante da peça – e de sua companheira contrabalanceiam as cenas leves Papagena, às quais não falta, entretanto, um aspecto bastante humano e um tom impressionante. Trata-se do resultado das luzes que acompanham o grupo de Sarastro, que contrasta brilhantemente com os sorrateiros motivos noturnos. A Flauta Mágica oferece aos expectadores um entrosamento arrebatador tanto na parte cênica quanto na parte de figurino, do acompanhamento de canto e dramático e da experiência musical das músicas do mais genial compositor do século XVIII.

A ópera tem dois atos e é apresentada na versão original em alemão, com legendas em tcheco e em inglês. É acompanhada pelo Coro e pela Orquestra do Teatro Nacional.

Contato

Národní divadlo Národní 223/2 Praha 1 – Nové Město 110 00

Opinião dos viajantes