U Zlatého tygra

Apesar desta cervejaria do coração da Cidade Velha figurar em todos os guias turísticos como uma parada obrigatória, aqui ainda resta algo daquele seu antigo encanto que foi capturado por Bohumil Hrabal nos seus livros. A sua colorida e poética descrição da sociedade das mesas do U Zlatého tygra (“O Tigre de Ouro”) faz parte do cânone da literatura tcheca.

Momentos antes das três horas da tarde, quando o estabelecimento é aberto, forma-se às suas portas uma fila de clientes fiéis mais velhos que já não conseguem esperar pela sua cerveja. Aqui, estes grupos de clientes fiéis têm sempre um local que pertencerá exclusivamente a eles num dado dia e hora mesmo que tenha sido solicitado pela rainha da Inglaterra. Ela mesmo nunca tomou uma cerveja no Tygr, mas, no passado, sentou-se às suas mesas, por exemplo, um presidente em exercício dos Estados Unidos da América: Bill Clinton foi convidado para vir aqui com Václav Havel.

O Tygr é interessante, entre outras coisas, devido ao reduzido cardápio de bebidas, que, além da pungente cerveja Pilsen, contém apenas café, vinho tinto e branco comuns, água com gás e coca-cola. Pode esquecer dos destilados.

Como comida, não deixe de lado o lendário queijo para cerveja do local. Do mais, encontra-se a oferta clássica de aperitivos frios para cerveja e algumas comidas quentes, dentre as quais também surge ocasionalmente algo exótico.

 Onde
centro da cidade | Cidade Velha
 Tipo de estabelecimento
Cerveja
 Cozinha
Tcheca
 Preço
$
Wi-fi grátis
Adaptado para pessoas com mobilidade reduzida
Terraço
Adequado para famílias com crianças
Animais de estimação permitidos
Cartão de crédito

A Casa do Tigre de Ouro leva este brasão desde o ano de 1702, sendo que cervejarias e cafés de vários nomes foram gradativamente substituindo uns aos outros neste local. O local costumava ser frequentado por escritores tchecos do Renascimento Nacional como Karel Hynek Mácha, Josef Kajetán Tyl e František Ladislav Čelakovský. Nos anos 1920, seria possível encontrar-se aqui com Jan Werich, o cantor Jan Vodňanský e o artista Vladimír Boudník.

Jan, Avantgarde Prague
Personal tip avatar
Menu