Contato
Minha lista

Para preços e disponibilidade para este show, entre em contato conosco pelo info@avantgarde-prague.cz

Informações Importantes

Duração
Quando à noite
Onde? Teatro Nacional

Descrição

Mais uma das óperas de Verdi alinhadas com a revolução e a política, desta vez de acordo com o libreto do compositor francês Eugène Scriba, que teve de ceder a uma grande reformulação em seu tempo por pressão da censura italiana. No palco do Teatro Nacional agora sobretudo é apresentada em sua versão original, chamada versão sueca, sob a batuta do jovem diretor Dominik Beneš.

O rei sueco Gustavo III organiza um baile de máscaras, para o qual é convidada Amélia, a esposa do secretário do rei Renato. Gustavo se censura por seu amor por ela, pois que Renato é seu amigo devotado, que além de tudo desvendou uma conspiração contra o rei. Logo depois o rei descobre a profeta Ulrica, que deve ser expulsa da terra, e disfarçado ele vai até ela, mas em um primeiro momento ele ouve do esconderijo Amélia a contar para a feiticeira sobre seu amor não correspondido por ele. Depois ele pessoalmente vai até Ulrica para testar as capacidades dela, e ela o prevê que ele será assassinado pela próxima pessoa que o der um aperto de mão. Renato entra em cena e lhe dá um aperto de mão, o que lhe causa a impressão de que a profetisa estava errada. Porém quando Amélia e Gustavo se encontram à meia noite, Renato descobre sobre os sentimentos dos dois e em quer logo punir sua mulher. Depois ele se encontra com conspiradores e decide então assassinar o rei...

A despeito do contexto histórico, o diretor Beneš se concentra mais no caráter atemporal do triângulo amoroso que está localizado em uma situação incomum: o que sofre é sobretudo o rei sozinho, decidido a mandar Renato com Amélia para a Inglaterra, para salvar o casamento deles de seu desejo que o corrói. A abundância despreocupada do baile de máscaras – potencializada pelas vestes históricas maravilhosas de uma época incerta na fronteira entre a forma clássica e a inovação – na verdade só esconde a tempestade de sentimentos que culminam na última ária do rei apunhalado. Esta obra bastante dramática permeada de arquétipos psicológicos vivos comunica com o espectador moderno como poucas óperas, mesmo que o espectador não conheça a tradição de óperas italianas. Ainda que não sejas um admirador de ópera, esta te impactará emocionalmente de forma forte.

A ópera é apresentada em três atos e na versão original em italiano com legendas em tcheco e em inglês. Acompanhada pelo Coro e pela Orquestra do Teatro Nacional.

Ponto de encontro

Teatro Nacional Národní 223/2 Praha 1 – Nové Město 110 00

Opinião dos viajantes