Contato
Minha lista

Para preços e disponibilidade para este show, entre em contato conosco pelo info@avantgarde-prague.cz

Informações Importantes

Duração
Quando à noite
Onde? Teatro Nacional

Descrição

A sombria ópera Macbeth, composta com base no libreto de Francesco M. Piave, não obteve sucesso com o público tão no começo: Verdi, à época, queria um tema sério e shakespeariano que clamasse pela leveza e por uma carga romântica, e a encenação vocal ele subordinou à uma história lúgubre. Graças a estes fatores surgiu então uma obra independente, cuja encenação grandiosa foi captada pelo atual diretor Martin Čičvák na montagem exibida no palco do Teatro Nacional.

Depois de uma batalha vitoriosa o guerreiro Macbeth de repente se encontra com feiticeiras que anunciam a ele e a seu amigo Banquo uma profecia: Macbeth se tornará Rei da Escócia e Banquo o pai dos reis escoceses. Macbeth, elevado ao status de nobre, escuta o conselho de sua esposa Lada e assassina o rei Duncan em seu castelo; o filho do rei Malcom, porém, foge e dessa forma causa suspeita. Assim que Macbeth chega ao poder, aprofunda-se seu medo de ser destituído e então ele elimina Banquo. Na cabeça do rei brotam brotos de loucura e quando a alma de Banquo faz uma aparição, ele busca a feiticeira novamente e pede por mais uma profecia. Ela diz que na batalha ele pode ser destruído apenas por andar nas florestas de Birmingham e ele só ser morto por algo que não nasceu de uma mulher…

A adaptação de Čičvák traz à cena, que se passa no século XI, princípios modernos. A normalidade das roupas civis acentua o âmago atemporal da história, cujo eixo axial é basicamente a sede insaciável do poder, mas também a perda do lar que o povo escocês viveu à época da tirania de Macbeth, mesma tirania da qual sofrem hoje em dia uma série de indivíduos e até mesmo nações inteiras. O aspecto opressivo é corroborado por um enorme bloco de pedra que domina a cena e que no decorrer da peça rola para baixo como uma resposta à crescente insanidade dos protagonistas. As entradas dos cantores são complementadas por rodas acrobáticas de três acrobatas que acompanham a apresentação inteira e tiram a ópera do marasmo. A caminhada dos fantasmas dos reis que aparecem para Macbeth, executada por atores mirins, pertence junto com a dança a um dos momentos visuais mais insanos da peça. Macbeth talvez não seja uma das mais famosas e promissoras obras, mas mesmo assim carrega fortemente o espectador para as profundezas obscuras da alma, e depois no último minuto o liberta de tudo isso…

A ópera em quatro atos é apresentada na língua original em italiano com legendas em tcheco e em inglês. A música é executada pela Orquestra e pelo Coro da Ópera de Estado.

Ponto de encontro

Teatro Nacional Národní 223/2 Praha 1 – Nové Město 110 00

Opinião dos viajantes